quarta-feira, 6 de julho de 2011

Amizade

 A verdade é, o tempo passou, mas o meu amor continuou, vocês já nem devem se lembrar de mim, mas eu ainda sinto saudades, nos meus sonhos aparecem me abraçando, então acordo chorando, e fico olhando a única foto que sobrou,nossos sorrisos eram tão sinceros, éramos mais que irmãs,fizemos promessas eternas, porém tudo mudou quando errei, infelizmente doeu muito quando me disseram : isso é imperdoável.
Meu coração se quebrou em pedaços, o remorso comeu cada parte do meu corpo, e eu tive de seguir o meu caminho, sozinha.Quando fecho os olhos ainda me vejo carregando vocês de cavalinho, falando de nossas paixões adolescentes, fazendo brigadeiro, tirando fotos, contando piadas, dando força uma para outra. Então para suportar essa perda,criei uma nova eu, ela não amava ninguém, não queria ninguém, mas já não consigo mais suportar o peso dessa armadura, me machuca muito, não aguento mais essa solidão, essa mulher de ferro não passa de uma menina chorona, nem mesmo daqui cem anos vou deixar de ama-las, vou estar sempre esperando lá no fundo, para poder protege-las de novo, mesmo sabendo que isso nunca, nunca vai acontecer. Agora chega, vou arrancar essa mascára de aberração, e me deixar livre da culpa e do medo, pois ninguém pode viver sozinho nesse mundo, é ilusão subestimar a solidão, existem milhares de pessoas no mundo esperando para serem amadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário