domingo, 29 de maio de 2011

Suicida

  Me apaixonei por essa garota, mas ela é uma suicida, todos os dias ela tenta se destruir, as pessoas dizem que devo esquecê-la.Ela não ama ninguém, e nem a si mesma, sua alma está morta, e eu tenho a missão de ressucitá-la, ela me deu um sentindo para viver, salvar a vida dela.
 Apaixonada pelo sofrimento, acorrentada pelo passado, sua esperança foi trucidada, seu coração está em estilhaços,seu corpo é frio, e coberto por espinhos, os lábios não se movem, os olhos estão vazios, até sua respiração lenta machuca.
  Seu beijo tem um gosto amargo, envenenada, afogada, cortada, ela faz tudo que está sentindo, suas palavras perfuram quem ouve, é quase um berro, eu fecho os olhos para aguentar, a cada toque minhas mãos sangram, podem dizer que sou masoquista, mas ninguém pode ir contra o amor, ele vai além da morte,seja da alma ou do corpo, ela nunca vai me amar, eu sei, mas se conseguir arrancar pelo meno um sorriso dela, terei completado o sentido da minha existência, poderei morrer em paz.

2 comentários: