sábado, 14 de maio de 2011

Retrato

Aos poucos os pés cansados sangraram, parada olhando para o horizonte lágrimas escorriam de seus olhos, o passado jamais seria seu outra vez, o horror do presente respingava dor, o tempo começava engolir Mellanie.
Olhar para trás traria recordações monstruosas, erros que já eram indiferentes, o grito de amor estava tão longe.
Embrutecida, deprimida, jogada as traças de sua própria vida.Pressionava os pés contra a terra dura, latejava, assim ela poderia se concentrar no nada de sua existência.
Quantos dias ainda faltavam para ela chegar a algum lugar?Medo dos sentimentos distorcidos que explodiam em seu peito, sob esses pés um lamaçal de sangue, sentia sua felicidade escorrendo por aquele líquido quente.
Que fim era esse?O coração pulsando forte e o corpo morto, estava realmente viva?
O vento frio se cortando contra a pele suja,apague minhas lembranças sobre esse retrato triste de garota sozinha.
Cada vez  mais martirizada , vi ela morrer sem poder fazer nada.

2 comentários: