domingo, 22 de maio de 2011

Força

Uma alma cheia de lamento, implorando por salvação, cansada de escrever para se libertar, minhas palavras estão ficando deformadas.Devorada pela solidão, essa forma de viver machuca, o silêncio está consumindo o nosso tempo.
Por medo da vida estou trancada aqui dentro, esperando por um fim verdadeiro, cansei de sangue escorrendo, quero sentir uma existência, não me abandone preciso de força para seguir essa estrada cheia de valas da  morte.Não posso me arrepender depois,tolerar os destinos da vida, prosseguir mesmo que seja de joelhos, crescimento doloroso, assim são as coisas do mundo real.

3 comentários:

  1. "quero sentir uma existência, não me abandone..."


    não vou te abandonar, estarei sempre lendo seus textos para que vc viva e tenha força, continue produzindo...

    ResponderExcluir
  2. Ah Alexandre obrigada, e você também Josi, *-* Vocês me dão força mesmo.

    ResponderExcluir