domingo, 3 de abril de 2011

Delírio














Devo estar delirando, pois estou vendo alguém que não existe.Uma mulher de olhos escuros, roupas sujas e rosto cortado.Arrepios, é isso que ela me faz sentir, quer fazer parte de mim, mas estou com muita força.
Como um dragão eu vou me proteger, dessa loucura que você está causando.Ninguém pode viver com delírios, como você se chama?Você fala? O que você quer?
É cansativo procurar respostas, onde só existe pertubação,não consigo tirar sua imagem feia da minha mente.
Em março é onde florescem cores mortas do inverno, vá embora com as cores do verão, estou enlouquecendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário