sábado, 26 de março de 2011

Ela















Escravizada por si mesma, corroendo com seu próprio veneno.Observo cada movimento, procuro um esboço de sorriso,um que seja, um rosto tão lindo mas uma alma tão suja.
Parece surreal essa existência silenciosa,é docemente inerte,é pura ilusão quando alcanço seu rosto , medo, é o que senti naquele momento,olhando em seus olhos, aprofundei meu toque, assustado e imortalizado em sua face suja, cheia de cicatrizes, estaria eu vendo sua alma?

Nenhum comentário:

Postar um comentário