segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

...














Andei amando loucamente, como há muito tempo não acontecia. De repente a coisa começou a desacontecer. Bebi, chorei, ouvi Maria Bethânia, fumei demais, tive insônia e excesso de sono, falta de apetite e apetite em excesso, vaguei pelas madrugadas, escrevi poemas (juro). Agora está passando: um band-aid no coração, um sorriso nos lábios – e tudo bem. Ou: que se há de fazer.

 Caio Fernando de Abreu.







3 comentários:

  1. Temos muito em comum, Tanto em opiniões como na maneira como escrevemos!Pela foto da Maysa, já reparei que tem uma excêntricidade bem vinda!! Vc me seguia no blog antigo, alicenomundoreal, dei uma fuçada e te vi lá.. bem, gostei de vc..
    abraços

    ResponderExcluir
  2. Maysa, Caio Fernando Abreu... ahhhhhhh;muito bom!

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Samara, te sigo nesse novo.
    Ah Josi eles são bons.

    ResponderExcluir